Página Inicial Análises Análise de Bugsnax: um jogo delicioso!

Análise de Bugsnax: um jogo delicioso!

por Leandro Gomes Zavan
4 minuto(s) de leitura
A+A-
Reset

História

Em Bugsnax você é um jornalista que, para evitar sua demissão, parte em uma aventura na ilha Grandsnak com o objetivo de encontrar e entrevistar uma exploradora chamada Elizabert. Chegando na ilha, você se encontra com Filbo, o prefeito da vila criada durante a expedição de Elizabert, após um breve tutorial no qual descobrimos que ela está desaparecida e que os moradores da vila se separaram. O plot do jogo gira em torno disso, fazemos missões para reconstruir a vila e resolver os problemas de seus habitantes, também entrevistamos e coletamos informações sobre a ilha e o possível paradeiro de Elizabert.

O jogo, apesar de fofo, constrói bem (na medida do possível) o mistério em relação ao que aconteceu com Elizabert e a assustadora verdade por trás dos Bugsnax. Mesmo sendo bem despretensiosa, a história tem seu valor, tendo personagens de personalidade forte e com desenvolvimento adequado.

Gameplay

O jogo tem um foco mais casual, ou seja, as mecânicas dele são bem simples. Os Bugsnax, criaturas que são uma mistura de inseto e lanche, tem várias características que influenciam no processo de captura deles, alguns são grandes e precisam ser “stunados”, outros pegam fogo e quebram seus equipamentos e por assim vai. O processo de captura dos Bugsnax é basicamente um mini-puzzle, quase sempre existe mais de uma forma de capturá-los, além dos equipamentos, o cenário e até outros Bugsnax podem ser usados na hora da captura.

A gameplay não tem muito segredo, em menos de 30 minutos você vira um mestre na arte de capturar Bugsnax. Mesmo sendo simples, o jogo não fica enjoativo graças a sua diversidade de “inimigos” e métodos de captura. Além disso, o jogo é curto, então você provavelmente vai zerar antes de ter a chance de enjoar (isso se você não estiver mirando nos 100%).

Vale lembrar que você pode dar os Bugsnax para os grumpus, fazendo com que uma parte do corpo deles vire aquele Bugsnax. Na reta final do jogo a vila vira um show de horrores por conta disso, apesar de não influenciar diretamente na gameplay, é muito engraçado as combinações que dá para fazer, como por exemplo criar o HOMEM PICLES. 

Conclusão

O jogo é realmente bem divertido, eu amei a trilha sonora e o estilo cartoon do jogo, fazia muito tempo que eu não me deparava com um jogo tão criativo quanto o Bugsnax. Além de divertido, a diversidade de criaturas é bizarramente grande e a tradução dos nomes é simplesmente perfeita, tem pérolas como: bichorrasco, fritaranha e besoureo.

Infelizmente esse jogo não é composto exclusivamente de qualidades, existem diversas linhas de texto com a tradução bugada, os loadings são demorados e ocorrem com muita frequência e as mecânicas para enfrentar os chefes deixam a desejar. Além disso, algumas missões acabam sendo repetitivas, te obrigando a pegar um Bugsnax expecífico várias vezes, sem contar que não tem nenhuma forma de filtrar o bestiário, fazendo com que você tenha que revirar ele até encontrar onde fica o Bugsnax que você precisa capturar.

O jogo superou todas as minhas expectativas. A gameplay é divertida, a trilha sonora é incrível (obrigado Kero Kero Bonito), a ambientação e as criaturas são bem diversificados. Você consegue sentir que os devs fizeram o jogo com gosto (no sentido literal da coisa). Bugsnax é definitivamente um jogo APETITOSO de se jogar.

Bugsnax está disponível para PC, PlayStation, Xbox e Nintendo Switch. Acesse o site oficial de Bugsnax.


Gostou do que leu? Acompanhe a gente nas redes sociais!

Siga Magnaway onde achar melhor: estamos no , , e na .

Usamos cookies para aprimorar sua experiência, como permitir veiculação de anúncios e manter preferências. Aceitar Conferir Política de Privacidade de Magnaway